Líderes de CTs se reúnem em Brasília para articular a recomposição do orçamento da Senapred

Nesta terça-feira, 27, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro, se reuniu com o deputado federal e presidente da Frente Parlamentar em Defesa das CTs, Eros Biondini, o deputado federal e Presidente da Frente Parlamentar Católica, Francisco Junior, e diversas lideranças das comunidades terapêuticas de todo o país com o objetivo de articular a recomposição do orçamento da Senapred para manutenção de diversas ações no enfrentamento às drogas, no que diz respeito a redução de demanda, mais especificamente, além do financiamento do atendimento das comunidades terapêuticas.

Participaram da reunião os diretores da Senapred, Claudia Leite e Edu Cabral. Representando as CTs, o presidente da Confederação Nacional das Comunidades Terapêuticas e Fazenda da Esperança, Adalberto Calmon; o presidente da Cruz Azul no Brasil, Holf Hartmann; o representante da Cruz Azul no Ceará, João Albuquerque; os representantes da Federação de CTs da Bahia, Marli dos Santos e Tancredo Mota; o presidente executivo da FEBRACT, Ricardo Valente; o representante da Federação Desafio Jovem do Brasil de São Paulo e do DF, Wagner Zanelatto e Célia Gomes, respectivamente; o representante da Federação de CTs do DF e Minas Gerais, Henrique França e Marcione Moura, respectivamente.

“Tivemos também a presença do deputado federal Rodrigo Coelho, de Santa Catarina. E tivemos uma reunião a distância, por vídeo conferência, com a senadora Eliziane Gama, do Maranhão, quando nós discutimos as questões do orçamento já que ela fez parte da Comissão Mista de Orçamento da CMO e foi a sub-relatora das políticas de Assistência Social, incluindo a Política de Drogas aqui do Ministério da Cidadania. Então hoje foi um dia bastante rico em discussões, em articulações pra que nós possamos então buscar fazer essa recomposição do orçamento da Senapred”, explica o secretário Quirino Cordeiro.

Segundo o deputado Eros Biondini, a mobilização é necessária para que o governo continue financiando as vagas para o tratamento dos dependentes químicos e reinserção social. “Nós precisamos dar essa contribuição ao nosso país. Não podemos deixar que uma política tão bem-sucedida como foi essa implantada nos últimos anos pelo nosso governo com a participação efetiva do Congresso venha a correr risco. Nós temos essa convicção de que essa nossa mobilização novamente aqui em Brasília recebendo importantes representantes das comunidades terapêuticas, das federações, da confederação, produzirá muitos resultados”, pontua.

Para o deputado Francisco Júnior, o Brasil vive hoje um momento muito especial em relação a política de drogas, pois a Senapred está com mais credibilidade e as comunidades terapêuticas mais preparadas. “Nós temos hoje toda uma política que vem se articulando e vem ganhando apoio da comunidade em geral. Enfrentamos dificuldades, bem é verdade, mas a expectativa que nós temos é que possamos crescer em qualidade e quantidade cada vez mais. Por isso, a importância dessa articulação, por isso a importância da compreensão de todo o processo e dos resultados que envolvem esse trabalho que nós chamamos da política antidrogas, mas acima de tudo aquilo que acontece dentro de uma comunidade terapêutica”, destaca.

“Nós sabemos do apoio que existe hoje por parte do Governo Federal, mas esse apoio ele precisa ser também cada vez mais estruturado e amadurecido. E hoje existe uma grande articulação para que isso fique solidificado, pra que isso fique cristalizado como sendo uma política dentre as principais políticas do Brasil, o combate a toda essa realidade, não apenas no aspecto da repressão, mas acima de tudo na prevenção, tratando vidas e oferecendo pra sociedade homens e mulheres cada vez mais inseridos, mais preparados, uma sociedade mais saudável, portanto passa por aquilo que acontece nas comunidades terapêuticas. Tem todo o nosso apoio”, complementa o parlamentar Francisco Júnior.

Ascom ImagineAcredite

você também pode gostar...