A Nova PNAD chegando aos municípios

Nessa sexta-feira, 7, o Secretário de Cuidados e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro, do Ministério da Cidadania, recebeu a Secretária da Mulher, dos Direitos Humanos e Política sobre Drogas, Ana Maria Guedes, e a Diretora de Direitos Humanos e da Política sobre Drogas, Érika Santana, representantes do Município Igarassu, Pernambuco, para discutir ações entre a União e o Município. O Diretor de Articulações da Senapred, Edu Cabral, também participou da reunião.

O Senapred destacou o trabalho ímpar que a prefeita Professora Elcione (PTB) vem fazendo pelo município. “O trabalho se reflete na criação dessa importante Secretaria. Nós levaremos para Igarassu políticas efetivas no enfrentamento às drogas”. Essa foi a primeira visita para firmar o compromisso de cuidado, prevenção e reinserção social por meio de projetos, além do fortalecimento das comunidades terapêuticas do município.

Segundo a secretária, Igarassu é uma cidade rica em comunidades terapêuticas e que precisa de um olhar mais organizacional, já que tem um papel fundamental no acolhimento, tratamento e reinserção social dos jovens e adultos na sociedade. “A gente tem como meta principal pra esse ano apresentar o nosso Plano de Ação visando a proposta da Senapred pra que a gente converse, dialogue com a mesma linguagem, mais ações e que a gente possa entregar a população de Igarassu, a esse público, o que tanto eles almejam, precisam e tem direitos”, argumenta Ana Guedes.

E para recuperar os dependentes químicos é um desafio, pois a drogas causam danos irreparáveis a saúde mental, mas é possível a recuperação. “A gente como mulheres de fé acima de tudo, acreditamos que é possível e não vamos desistir. Nós vamos buscar as alternativas necessárias e que estão ao nosso alcance para agilizar essa entrega a esse público. Vamos dar o melhor da gente para contribuir efetivamente com essa população”.

A diretora adiantou que um dos objetivos dessa reunião é trazer o selo de referência. “Município referência que está colocando a nova Política de Drogas em ação. Nós acordamos com o secretário que nós estaríamos congregando as comunidades terapêuticas para que elas possam estar legalizadas, pra que elas possam participar dos futuros editais de chamamentos, pra que elas possam contribuir com os cuidados e na prevenção, e a gente trazer as campanhas federais para as escolas do município de Igarassu”, pontua Érika.

Ascom ImagineAcredite

você também pode gostar...